ESTUDO BÁSICO DA NOVA NR-17 (PERÍCIA ERGONÔMICA) E DOENÇAS OCUPACIONAIS EM PROCESSOS TRABALHISTAS

OBJETIVOS:
 
Apresentar a Nova NR-17 como prova técnica para melhor fundamentar as ações envolvendo doenças ocupacionais.
As questões envolvendo as doenças ocupacionais são eminentemente técnicas e o advogado dispensa muito tempo estudando e desenvolvendo a sua tese inicial e de contestação.
São horas tentando interpretar exames de imagens, atestados com CID, a relação do cargo do trabalhador com o adoecimento bem como outros elementos do processo trabalhista.
Observamos ao longo de nossa experiência que 90% dos advogados deixam de instruir o processo com esta prova técnica fazendo que a realidade fática não apareça.
Esta perícia tem relação direta com a NR17 e é realizada no local de trabalho do autor.
Vamos ensinar os detalhes desta perícia. Como pedir e porque pedir. Mostraremos exemplos de como processos aparentemente perdidos foram revertidos com o auxílio desta prova técnica.
Apresentaremos toda a legislação e os fatores de riscos envolvidos no adoecimento do trabalhador.
Com o conhecimento das questões ergonômicas, você vai conseguir desenvolver quesitos menos genéricos e mais estratégicos bem como deixar a sua peça inicial ou de contestação mais robusta neste tipo específico de ação.
Vai entender alguns elementos fundamentais que fazem parte da construção do nexo causal.
 
PROGRAMAÇÃO:
  •   Por que realizar uma perícia ergonômica
  •   Legislação Aplicada à Perícia ergonômica
  •   Estudo dos fatores de risco para adoecimento
  •   Estudo básico da Nova NR-17
  •   Comportamento do Reclamante antes e durante a perícia
  •   Comportamento da Reclamada antes e depois da perícia
  •   Estudo dos requisitos básicos do laudo ergonômico (argumentos para impugnação)
  •   Quesitação
  •   Estudo de viabilidade da ação envolvendo doenças ocupacionais
  •   Dicas práticas
  •   Exemplo de casos reais onde a perícia ergonômica foi fundamental no processo